Noite de verão

originalmente publicado em Sacada, em 23 de janeiro de 2005

Após cada tique, ansioso espera o taque
O desejo forte contra o tempo se debate

Pois é no calor do atrito de mais tarde
Que a alma se resfria e o coração aplaude

No instante certo entre o êxtase e o suspiro
Lá dentro de si mesmo o corpo dá um giro
Com o pensamento limpo, os olhos dão um nó
E a noite de verão brilha mais que o sol

Um pensamento sobre “Noite de verão

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s