Encontros, sincronicidades e coincidências

Em hipercontato com uma amiga, uma linha sincrônica (que envolveu até o grego Aristóteles) me trouxe à memória o poema La Tierra Giró para Acercarnos, escrito por Eugênio Montejo, em 1938, citado no filme 21 gramas. Abaixo, tradução livre, por mim mesmo.

A Terra girou para nos aproximar

A Terra girou para nos aproximar
girou sobre si mesma e em nós,
até finalmente nos juntar nesse sonho
como foi escrito no Simpósio.
Passaram-se noites, neves e soltícios;
passou o tempo em minutos e milênios.
Um caminhão que ia para Nínive
chegou ao Nebrasca.
Um galo cantou longe do mundo,
na pré-vida a menos mil de nosso pais.
A Terra girou musicalmente
levando-nos a bordo;
não cessou de girar um só instante,
como se tanto amor, tanto milagre
fossem apenas um adágio há muito escrito
entre as partituras do Simpósio.

Para fechar a cadeia de encontros, descobri que Eugênio morreu em junho desse ano.

5 pensamentos sobre “Encontros, sincronicidades e coincidências

  1. Pingback: O Planeta Terra vai girar assim « Hiperfície

  2. Pingback: É o fim do mundo como nós o conhecemos e eu me sinto bem! « Hiperfície

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s