Estame e pistilo

Poema meu, originalmente publicado em Sacada, em 29/10/2004

Como uma cigarra
Presa ao tronco pelas pernas
E ela cantava

Chegara o tempo
As pétalas em flor e ao vento
Acasalamento


Como um colibri faria

Sorver os flúidos com a língua
Mamíferos em movimento
Pele, pêlos, sons e cheiros

Texturas e cores
A natureza e seus sabores
Ápice e nadir
Alternam-se até o glorioso fim

2 pensamentos sobre “Estame e pistilo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s