A magia do vestido

*texto completamente baseado na teoria de Lauro Montana

pty Você viu?

– Vi o quê, vovô? A menina do vestido?

– Sim. Mais exatamente o sorriso dela. O curioso sorriso que ela deu quando aquele outro ali a cumprimentou.

– Que tem o sorriso, vovô Jorge? Achei que o senhor estava falando da calcinha dela. Tá vendo como é peque…

– As duas coisas estão ligadas, prestenção.

– A calcinha e o sorriso, vovô?

– Ele, na hora de dar o oi, deslizou rapidamente a mão direita pela cintura dela, num movimento que ia fraterno, sem dolo, até que ele sentiu a espessura da calcinha dela na cintura. Não foi mais do que um segundo, mas nesses milésimos ele percebeu que ela estava como essa calcinha fina, pequena e daquelas que qualquer um arrancaria com denteos dentes… e quando deu o segundo dois após a constatação ela olhou pra ele, incisivamente, porque ela notou que você, assim como ela, sabe que ela está usando uma calcinha fina. Sem censura, ela deu o sorriso furtivo, tão rápido quanto um piscar de seus olhos.

– Eu achei que o sorriso fosse apenas pela amistosidade do cumprimento…

– Não, ela sorriu porque ele percebeu.

Um pensamento sobre “A magia do vestido

  1. O sorriso não foi a única reação da menina.
    No deslizar da mão do rapaz, ela, num primeiro momento, ficou tensa, sentiu um leve arrepio e congelou totalmente.
    Ao ver a situação dominada, o gelo se derreteu em forma de sorriso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s