Ode ao hipercontato, by Opera

Para quem não conhece o meu conceito de hipercontato, favor olhar aqui.

A Opera lançou o Unite, um navegador para internet que, com uma rasteira no Google Wave, traz embutido o conceito de tudo-em-um e a idéia de que as pessoas devem “poder ter contato direto, sem um servidor intermediário”.

Wer Hat Angst Vor Virginia JetztNão é um contato presencial; não é um neto apertando o dedo do vovô; nem é aquele beijo suado. Não, não é a coisa mais prazeirosa que nós, seres humanos, podemos fazer.

Mas, considerada a possível intensidade desse contato diferido no tempo e no espaço, o Opera Unite é uma opção suficientemente libertária, e que serve com alternativa bastante razoável. Especialmente num contexto em que há um esforço mundial da indústria cultural para criminalizar os responsáveis pelos serviços de troca de dados: The Pirate Bay, Mininova, Blubster, Discografias.

Photo SharingA propaganda da Opera pega carona na idéia do “mais poder para o povo“, em outros termos, mais força para “nós, a rede“.

Legal mesmo é perceber a cultura digital intensificando a velha máxima de Lavoisier, segundo a qual nada se perde, nada se cria, tudo se transforma.

Móveis Coloniais De Acaju
Pra Manter Ou Mudar (A Do Piano)

Tudo que eu queria dizer alguém disse antes de mim
Tudo que eu queria enxergar já foi visto por alguém
Nada do que eu sei me diz quem eu sou
Nada do que eu sou de fato sou eu?

Tudo que eu queria fazer alguém fez antes de mim
Tudo que eu queria inventar foi criado por alguém
Nada do que eu sou me diz o que eu sei
Nada do que eu sei de fato é meu?


Algo explodiu no infinito
Fez de migalhas um céu pontilhado em negrito
Um ponto, meu mundo girou pra criar num minuto
Todas as coisas que são pra manter ou mudar

Sempre que eu tento acabar já desisto antes do fim
Sempre que eu tento entender nada explica muito bem
Sempre a explicação me diz o que eu sei:
“Sempe que eu sei, alguém me ensinou”

Algo explodiu no infinito
Fez de migalhas um céu pontilhado em negrito
Um ponto meu mundo girou pra criar num minuto
Todas as coisas que são pra manter ou mudar

Agora reinvento e refaço a roda, fogo, o vento
E retomo o dia, sono, beijo e repenso o que já li
Redescubro um livro, som, silêncio, foguete, beija-flor no céu
Carrossel, da boca um dente, estrela cadente

Tudo que irá existir tem uma porção de mim
Tudo que parece ser eu é um bocado de alguém
Tudo que eu sei me diz do que sou
Tudo que eu sou também será seu


Algo explodiu no infinito
Fez de migalhas um céu pontilhado em negrito
Um ponto meu mundo girou pra criar num minuto
Todas as coisas que são pra manter ou mudar

11 pensamentos sobre “Ode ao hipercontato, by Opera

  1. Hup! Como eu te disse no identi.ca, eu acho que a coisa não é tão bonita quanto parece.

    O que o Unite te permite fazer é muito simples do ponto de vista técnico, não há nada de muito novo. Ele abre uma porta que você expõe para outros programas que conhecem o protocolo possam se comunicar com o seu navegador.

    As duas grandes sacadas estão em ele usar upnp (http://en.wikipedia.org/wiki/Universal_Plug_and_Play) para configurar o forwarding da porta automaticamente e em fornecer um endereço não-numérico que você pode passar para as pessoas ao invés de passar seu endereço IP.

    A primeira sacada é legal, mas só vai funcionar se você tiver um roteador que suporte upnp. Até aí beleza, mas o endereço é nada mais do que um servidor de DNS da Opera. Ela absolutamente não tira o intermediário – o intermediário é ela própria! Sinceramente, Windows 95 já fazia quase tudo isso =P.

    Se você acha o conceito legal, incentivar o desenvolvimento de um programa que faz isso de forma mais simples para os usuários, talvez como parte do Freedom Box eu acho massa, mas eu acho que você está se enganando com o potencial libertário do Unite. Tor, hidden services, p2p, esses são libertários.

    Mas, se você quer uma coisa tipo o unite, jabber com Telepathy Tubes é muito mais libertário, porque você continua tendo um intermediário, sim, mas esse intermediário é o servidor Jabber que você escolher =D:

    http://wiki.laptop.org/go/Tubes

    Com tubes eu consigo, por exemplo, compartilhar minha tela com você através do jabber, se nós dois tivermos um cliente que suporte isso. Consigo te mandar arquivos, consigo compartilhar minhas músicas do Rhythmbox:

    http://alban.apinc.org/blog/2008/04/08/rhythmbox-and-telepathy/

    Consigo escrever texto junto com você:

    http://blogs.gnome.org/jessevdk/2010/02/14/47/

    Tudo tendo como intermediário só a rede Jabber que, essa sim, é federada e não tem controle central.

    • Sigo achando que ele, mesmo de uma forma e com procedimentos não livres, traz algo para a cultura livre, pois facilita o compartilhamento para pessoas não iniciadas. Mas se há alternativas mais livres, sou obrigado a testá-las. Valeu, Gustavo!

  2. De fato, sim, existe um fundo filosófico muito bonito na idéia do contato “puro”, direto, a comunicação sem “mediação”, principalmente mediação comercial. Espíritos livres para trocar experiências. Mas, da mesma forma que esse direito foi cerceado, é uma longa luta para nos “libertarmos” novamente. Vamos lá, senhores adevogados e adevogadas, por favor, vamos lutar por mais essa conquista…

  3. Interessante, mas também acho que em breve o Opera será o novo inimigo da indústria de música. Já falei, deveriam mudar o nome para OOpera.. =)

  4. Testado, aprovado e já usando aqui na agência entre os funcionários =]
    É muito bom, e pode ser útil para várias coisas. Mas estou muito curioso pra saber quando irão começar a acusar esse conceito do Opera de proliferar a pirataria. O que vai aparecer de canais Unite com arquivos pra download (novo 4shared?) É questão de tempo para termos mais uma fonte de compartilhar arquivos =]
    Viva Opera (até que uma ‘Onda’ não chegue)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s