Lua

Poema meu, originalmente publicado em Sacada, em 19/01/2004

Lua CheiaA lua desperdiçada com lágrimas
Em vez de risadas compartilhadas regadas a vinho
Estou sozinho

Houve uma moça em meu caminho
Que dele me desviou e à deriva depois me deixou
Estou sem amor

Estrelas brilhantes como diamantes
Mas nada mais me é como antes, não vejo a beleza
Só há tristeza

Havia alegria, havia clareza
Mas uma moça me cegou e sem farol me abandonou
Cego de amor

Oh, lua linda
Sei que me pedes companhia
Alguém ao lado e sob essa vista
Oh, lua linda

Oh, lua cheia
A menina tinha um canto de sereia
Afundou-me o barco e me enterrou na areia
Oh, lua cheia

Estou sozinho e sem ninguém pra abraçar
Estou sozinho, curtindo sozinho o luar

5 pensamentos sobre “Lua

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s