Não, não houve preconceito na comemoração dos alemães

Texto originalmente postado no Facebook

Um texto na Carta Maior traz o alarme: “Jogadores alemães jogam fora patrimônio da Copa“, afirmando que os jogadores teriam feito uma dança racista na comemoração em Berlim. Mas calma, é apenas mimimi, chorume, uma lorota sensacionalista. E tudo o que se jogou fora nessa matéria foi só o bom jornalismo.

Carta MaiorSegue o texto preguiçoso assinado por Flávio Aguiar:

Seis jogadores (…) entraram na passarela imitando macacos, andando quase de cócoras, e gritando: “assim andam os gauchos”. Depois se erguiam e gritavam: “assim andam os alemães”.
Uma lástima.
Depois vinham outros jogadores: Schweinsteiger, Neuer, Höwedes, Grosskreuz, Draxler, Matthias Günther, imitando uma fila indiana (como os brasileiros entravam em campo) se abaixando.
Uma pena.
Houve até aplausos.
Jogaram fora uma vitória. (…) É sinal de que a taça não está em boas mãos.
Caiu nas velhas mãos do racismo alemão.

As frases claramente mal organizadas e repetitivas não contêm informações que se encontram em uma rápida pesquisa honesta no Google.

Pra começar, a referência não é a ~gaúchos~, mas aos argentinos, que foram vice-campeões.

Segundo, a música “assim andam os ——, assim andam os alemães” é um canto de torcida, cantada para quaisquer adversários da seleção alemã, como gregos, holandeses e checos, e até entre times alemães. Ou seja, nada de referência a macacos. A oposição é simples: os perdedores andam cabisbaixos, os vencedores andam de cabeça erguida.

Tudo isso o sensacionalismo indolente ignorou (além de ver fila indiana onde fila indiana não há!), claro, para poder criar uma manchete alarmista e polêmica e conseguir meia dúzia de cliques. Não caia nessa.

Lástima de verdade é esse tipo de bobagem ser publicada na Carta Maior, o mesmo espaço em que já li várias coisas muito sérias, e eu mesmo já tive a oportunidade de veicular dois textos.

8 pensamentos sobre “Não, não houve preconceito na comemoração dos alemães

  1. Acho que o jornalista exagerou, os alemães foram exemplos aqui no Brasil e não fariam isso. Se o Brasil tivesse ganhado o jogo, teriam humilhado eles, inventando todo tipo de dancinha!!!

  2. quanto racismo não está naturalizado ou inconsciente em uma comemoração em que os vencedores, dominadores, andam de pé, e os perdedores, dominados, estão agachados? não foi à toa que a mídia alemã que não é boba nem nada e conhece melhor do que ninguém os pontos frágeis da relação complicada entre o orgulho alemão e a vontade de subjugar não gostou da comemoração…

  3. Meu caro
    A condenação da atitude dos jogadores na mídia alemã foi quase unânime. Ocorre que nos últimos anos comparar jogadores a atitudes de macacos se tornou o principal rito racista na Europa. São jogadores globalizados num mundo globalizado. Tinham que ter mais atenção. Abraços, Flávio aguiar

    • Acho que cabe a um jornalista, esse sim, profissional de comunicação, ter mais atenção. O mínimo necessário seria informar que se trata de um canto de torcida já existente. Outro ponto crucial é ser preciso ao indicar que Gauche se refere aos Argentinos. E claro, adicionar que a leitura de que o jeito de andar se refere a um macaco parte única e exclusivamente da leitura do escritor do texto.
      Aí, no seu comentário, que tal dar links para os tais meios de comunicação que constroem a suposta unanimidade? E que tal dizer qual o tom de condenação? Claro, não convém aqui – pra você, obviamente – distinguir entre a condenação, com olhos para o fair play ,está em tirar sarro de quem perdeu, e a alegação de racismo.
      Mas isso só se pode esperar de jornalistas bem informados, em um mundo da informação, de quem se pode exigir mais atenção, confere?

  4. Ok, ok, o povo tá exagerando porémmmm os alemães cantaram isso pros espanhóis numa Eurocopa da vida e depois perderam o jogo, o que significa que esse canto da torcida não rola só quando os alemães vencem e podem fazer referência aos derrotados cabisbaixos. O que pode invalidar esse trecho: “A oposição é simples: os perdedores andam cabisbaixos, os vencedores andam de cabeça erguida.”

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s