O fogo frio

Texto meu, escrito em papel no ano de 2007 Queria que houvesse ciência o bastante sobre essa dimensão destrutiva. Há apenas essa certeza de um futuro cinzento e da eterna lembrança da dor sentida. A dor em si passa. Um dia. Não há, no entanto, argumento racional que, convencendo minha consciência, afaste essa obsessão que […]

Leia mais O fogo frio

Quebrar em mim

Segue tradução minha para a letra de Crash Into Me You’ve got your ball, you’ve got your chain Você tem sua bola, você tem sua corrente Tied to me tight, tie me up again Amarrada apertada em mim, amarre-me de novo Who’s got the claws in you, my friend Quem enfiou as garras em você, […]

Leia mais Quebrar em mim

O espaço entre

Um dia eu me perdôo por não ter ido ao show da Banda do Davi Mateus, que deve ter sido maravilhoso. Ouvir essa música não ajuda. Nunca irei esquecera a alegoria do amor expodindo no coração como uma gota de chuva ao chão, que depois escorre como tristeza pela janela até o peito. E fico […]

Leia mais O espaço entre

T de outono

originalmente publicado em Sacada Na mente segue, passando, independente Acelera e freia alheio ao que se sente Diametralmente oposto e inconveninente Flui num fluxo ilógico, absorvente, absurdo Escorre, congela, foge, atropela, muda tudo As coisas e a percepção delas nesse mundo Palco de mutações, decaimentos e renascimentos Furta recordações, movendo, moendo, retorcendo Frusta planificações, trazendo […]

Leia mais T de outono

Nimbus Autumni

originalmente publicado em Sacada Flutuando ao longo do momento Entre o desprender e o tocar o chão Como uma folha seca ao vento A tristeza úmida cai-me ao coração E apesar de pairar assim leve Eu sinto um peso, um pesar Não há folha tão verde que não seque Nem amor que nunca acabará Finda […]

Leia mais Nimbus Autumni